Novidade: Brigadeiro de Mexeriquinha. Aprenda a receita!

Brigadeiro é unanimidade, e quem não gosta?! Tradicional ou diferentão, ele é sucesso garantido. E que tal aprender uma receita nova de brigadeiro, feito com a nossa Mexeriquinha? Fica delicioso, e o docinho alcoólico pode ser uma boa pedida para casamentos e receptivos. Confira!

Rende cerca de 40 docinhos (tamanho para festas).
Tempo de preparo: Aproximadamente 2h.
Atenção: docinho alcoólico. Não permitido para crianças.

Ingredientes:

  • 01 lata de leite condensado de sua preferência,
  • 01 caixinha de creme de leite integral, sem soro
  • 50g de chocolate branco da sua preferência,
  • 01 colher rasa, de sopa, de raspas finas da casca de minimexeriquinhas

Utililizamos a minimexerica por apresentar uma casca mais aromaticamente, fina e suave para o doce. Prefira frutas orgânicas ou faça a higienização cuidadosa da fruta, antes de usar as cascas.

  • Suco de 04 mini mexeriquinhas, coado e sem caroço,
  • Meia xícara de leite em pó,
  • ¼ de xícara de açúcar refinado, cristal ou demerara,
  • Ampolas plásticas, pequenas, para decoração de docinhos alcóolicos,
  • 50ml de cachaça, coquetel alcoólico Mexeriquinha,

Modo de preparo:

Em uma panela (antiaderente) aqueça todo o leite condensado e derreta o chocolate branco até incorporar os ingredientes. Acrescente meia colher das raspas da casca de mexerica (uma pitada média) e o creme de leite. Cozinhe tudo, em fogo baixo, por aproximadamente, 25 minutos, ou até que o doce comece a desgrudar do fundo da panela (e esteja próximo de estar totalmente cozido). Neste momento, retire a panela do fogo e acrescente, com cuidado e aos poucos, o suco das mexericas. Esta etapa precisa de atenção, pois, se adicionado antes deste momento, o brigadeiro poderá talhar. Assim que incorporar todo o suco das mexericas volte a panela ao fogo baixo somente para terminar o cozimento e finalizar o ponto dos docinhos (de 3 a 5 minutos).

Quando o brigadeiro de mexerica estiver totalmente cozido, e no ponto de enrolar, retire-o da panela e reserve em um recipiente coberto para que resfrie, por igual, em temperatura ambiente. Se preferir, leve-o à geladeira.

Hora da montagem:

Prepare as ampolas alcóolicas. Cada ampola é uma pequena pipeta plástica e basta apertá-la e mergulhá-la num copo com os 50ml de cachaça Mexeriquinha. Depois de mergulhar a ampola na cachaça solte o balão inflável da pipeta para que o líquido seja sugado para dentro da ampola.

Reserve várias ampolas cheias de coquetel Mexeriquinha, o quanto baste para a quantidade de docinhos planejados.

Depois, em um prato fundo, misture o leite em pó, o açúcar de preferência e o restante das raspas de Mexeriquinha (cerca de meia colher). Agora é só enrolar os docinhos, um a um, passando-os na mistura acima, para selá-lo, e por fim, espetar uma ampola alcoólica com a cachaça de Mexerica. Você ainda pode decorar os docinhos com folhinhas comestíveis, pasta americana da sua preferência ou raspas maiores da casca de mexerica. Também dá pra servir em pequenos copinhos gourmets. Cada convidado poderá pingar as gotinhas da cachaça Mexeriquinha entre as mordidas no docinho. Uma experiência deliciosa e equilibrada!

A nossa Mexeriquinha

Mexerica, ponkan, tangerina, bergamota, mimosa, laranja-cravo:  salvo algumas diferenciações de aspectos para casca, sumo, tamanho, forma de cultivo e plantio, a fruta é essencialmente similar em sabor adocicado, aromas cítricos marcantes e característicos em terras brasileiras, mas foi através do cultivo chinês e do transporte dos portugueses que a mexerica ganhou o território nacional, em meados de 1817.

Desde então a Mexerica tornou-se conhecida por diversos nomes referenciais graças à variação linguística e à adesão popular. Descascá-la, para comer os gomos que se separam facilmente, um a um, é cena comum no Brasil. Mas e quando os aromas cítricos e marcantes da mexerica encontram uma bebida legitimamente nacional: a cachaça? A combinação existe, tem receita datada para mais de uma década e é exclusivamente produzida pela vinícola Beraldo di Cale, no interior paulista.

O Coquetel Alcóolico Mexeriquinha

A Mexeriquinha é um coquetel alcoólico, produzido no Brasil com dois tesouros nacionais: cachaça – a bebida mais icônica do país – e a mexerica, fruta cítrica e aromática. Na composição da Mexeriquinha há apenas ingredientes naturais. Ela é elaborada artesanalmente no interior paulista, na cidade de Jundiaí, e nasceu em 2008, através da empresa de vinhos Beraldo di Cale. O selo presente na garrafa da bebida – Ucaibá – foi criado a partir da etimologia tupi-guarani e do cancioneiro nacional: “Uca” (uma das muitas expressões populares para cachaça) e “Ibá”(fruto/árvore) para segmentar e personalizar licores, coquetéis e produtos que estejam além dos tradicionais e já conhecidos vinhos produzidos pela marca Beraldo di Cale.

A produção da Mexeriquinha é totalmente familiar e iniciou-se com 40 litros há 15 anos, de forma artesanal pelas mãos Sr. Ludovico Paolini (in memoriam). Ainda hoje segue administrada pela Beraldo di Cale sob a supervisão técnica de sua neta, a enóloga Ariana Sgarioni. O coquetel é proveniente dos pés de mexerica também cultivadas na propriedade da Beraldo, localizada nos arredores do bairro Caxambu, em Jundiaí, mas foi em 2019 que a bebida foi oficialmente apresentada na feira internacional Bar Convent São Paulo; em dezembro de 2018 a Mexeriquinha culminou no interesse especial de compradores de todos os cantos do país e também de compradores chineses.

Sem a necessidade de envelhecimento em barris de carvalho, o coquetel alcóolico é resultado de uma infusão direta da fruta em água ardente para que aromas e sabores sejam extraídos de maneira controlada e equilibrada.

A bebida não possui conservantes artificiais, estabilizadores de sabor ou qualquer outro componente químico para atribuir-lhe características extras, resultando assim, em uma bebida, muito mais suave, cujo teor alcoólico chega a 30%. Esta suavidade, de toque licorado, atribuiu-lhe então um diferencial à sua adesão comercial, tornando-a uma iguaria para um consumo além do habitual shot. A Mexeriquinha está presente nas cozinhas dos Chefs e mixologistas, como um artigo gourmet diferenciado, no preparo de marinadas, caldas, reduções criações de pâtisserie, chocolaterias e coquetelaria em geral. Por ser artesanal a produção da bebida é anual, sazonal e limitada. A cada ano são produzidos cerca de 5.000 litros do coquetel e a sua venda é pontual: atualmente distribuída em pontos de venda da empresa nacional Lago Azul Bebidas, além de empórios gourmets do interior paulista, e, principalmente na própria adega da Beraldo, localizada no mesmo endereço da propriedade familiar.

Para 2021 a empresa Beraldo di Cale se prepara para iniciar as vendas da bebida através do e-commerce personalizado. Estima-se que o início do serviço nacional ocorra a partir do segundo semestre de 2021 e está em fase de planejamento.

Mexeriquinha no Copo, Mexeriquinha na Cozinha: conheça algumas das combinações versáteis

  • Shot: em temperatura ambiente para abrir o apetite,
  • Flambar cortes especiais,
  • Preparar sequilhos, bolos e artigos de pâtisserie,
  • Preparar drinks variados e combinados,
  • Coloque-a no congelador e terá uma bebida cremosa,
  • Reduções e caldas especiais para pudins e sorvetes,
  • Marinar cortes,
  • Congele gomos de mexerica e sirva-os com as doses da bebida,
  • Brigadeiros Gourmets (receita abaixo),

Serviços:
Local:
Adega e Restaurante Beraldo di Cale

Endereço: Estrada de Jarinu, Km 12, bairro Caxambu em Jundiaí, SP, 13200-000.
Produtos da Adega: vinhos Beraldo di Cale, compotas, queijos, biscoitos, crostatas, doces, embutidos, pimentas, polvilhos, cafés, conservas, patês, sucos e condimentos artesanais dos mais variados cantos do país, além da cachaça Mexeriquinha, marca exclusiva da Beraldo di Cale.

Produtos do Restaurante: releituras de pratos típicos italianos, à la carte e comfort food (servem até 03 pessoas), com destaque ao Talharim de massa caseira, servido ao molho fresco de tomates, mignon, polpetas, alho-poró, risoto caipira de bacalhau, entrada de polenta artesanal com parmesão. Paella servidas às sextas-feiras, para almoços, no Restaurante Beraldo di Cale (confira a vigência do serviço).
Funcionamento da Adega: de terça a domingo, das 9h às 16h.
Funcionamento do Restaurante: sábados, domingos e feriados, das 11h30 às 16h. Somente para almoços.

Adendos: entrada para visitação free. Local pet friendly; aceita pagamentos com as principais bandeiras para crédito e débito. Local recebe e realiza minicasamentos, eventos corporativos ou sociais fechados. Local recebe excursões turísticas para visitação da Adega.

Contato: +55 11 4584-4330 e 11 992082575
E-mail: contato@beraldodicale.com.br
Redes Sociais: @beraldodicale (Insta e Face)
Site oficial: www.beraldicale.com.br

 

Deixe uma resposta